quarta-feira, 22 de abril de 2009

Train gran viteeessssssseeeeeee

-Ó Manel, se eles mudam de ideias o que é que fazemos a estes protótipos?

Ontem vi o senhor Primeiro Ministro a entrevistar o José Alberto Carvalho e (só quando lhe quis dar confiança) a Judite de Sousa.
Foi deprimente.
Se tirarmos os folhetins do namoro com Cavaco Silva e do caso Freeport, sobrou muito pouco.
Tudo indica que o nosso governo está a ficar sem dinheiro para distribuir porque, a par do aumento da despesa, a receita fiscal previsivelmente está a cair.
Resta-nos esperar que os nossos parceiros económicos levantem a cabeça e nos puxem, atitude que sempre tivemos no passado e que aparentemente continuaremos a ter no futuro.
Tenho pena é que se comecem a deixar escorregar algumas das grandes obras. Já estava a pensar em ir a Madrid de TGV, de borla, porque a factura, ouvi dizer, deveria ser paga apenas pelos meus netos.
Eu agora também ando de comboio e pago mais pelo bilhete que os idosos. É essa a lógica, não é!

3 comentários:

  1. Obviamente o tgv é importante emtermos economicos para o pais mas não seria ainda mais interessante baixar os custos dos voos internos (ilhas incluidas)??? Já agora quem viajou de alfa pendular não acha que pouco vai trazer de novo o tgv entre lisboa e porto??? As ligações que acho que o tgv deve contemplar seriam porto/vigo, lisboa/madrid e a mais importante o ramal de sines para mercadorias...O porto maritimo é o mais profundo da europa mas devido a distancia de tir os barcos de carga vão todos para barcelona...

    ResponderEliminar
  2. Ah ganda ferroviário,disto percebes tu,bota discurso homem,mas cuidado que ainda te fazem barão.

    ResponderEliminar