domingo, 20 de dezembro de 2009

o dono da bola

Um dia destes contaram-me que uma escola do nosso concelho solicitou à Câmara Municipal a utilização do nosso Teatro Municipal para uma apresentação do departamento de educação musical da escola ou coisa parecida. O pedido terá sido feito formalmente e a resposta curta e grossa: o Cine Teatro Messias não é um salão de festas.
Disse à pessoa que se calhar não seria bem assim, que às tantas haveria pelo meio algum exagero. Que é comum os equipamentos municipais terem um regulamento de utilização porque o Cine Teatro é pertença do município, não é coutada da Câmara Municipal, e que se calhar o dito regulamento explicitava quais as utilizações previstas para o equipamento.
Ontem, para minha enorme surpresa, vi crianças a sairem do Cine Teatro Messias, daquilo que me pareceu ser uma festa, previsivelmente de Natal.
Se calhar, o regulamento deste equipamento municipal tem alguma excepção para festas de Natal.
É possível.
Cumpra-se o regulamento.

10 comentários:

  1. Nem o Cine nem o Centro Estágios têm regulamento. Não querendo afirmar mas parece-me que o Breda Marques em várias ocasiões falou neste tema em reuniões de Câmara e nunca fizeram nada. A razão é simples, assim, quem quer utilizar tem que ir pedir ao paizinho.

    ResponderEliminar
  2. Devia ser a festa do balé ou daquela coisa da dança da prima da outra.
    Isso são actividades municipais.

    ResponderEliminar
  3. Quem tem uma mãe tem tudo, quem não tem não tem nada...

    ResponderEliminar
  4. parece-me que o Breda Marques em várias ocasiões falou neste tema em reuniões de Câmara e nunca fizeram nada,
    Foi coisa passageira, não podia fazer muitas ondas, pois os alumínos estão aí à espreita.
    Risinhos Risinhos só paleio ou será palheto.
    De meninos lindos à espera do tacho está o concelho cheio.
    Pois e bom natal para todos os lambe botas"

    ResponderEliminar
  5. Fiquei com a ideia de que tanto o Pedro como o Breda perderam as referências, já não sabem bem distinguir a verdade da mentira, a um interessa a auto-promoção e a outro noticía tudo o que lhe dão sem precisão alguma.
    Sejamos coerentes

    ResponderEliminar
  6. A verdade é madrasta para a Câmara Municipal.
    Convenientemente o Cine-teatro não possui Regulamento de Utilização e qualquer cedência depende apenas dum critério: o do Presidente da Câmara.
    na última reunião de Câmara este foi um dos temas levantados e que não mereceu uma cabal explicação por parte de Carlos Cabral. A sua argumentação foi mesmo esta: o Cine - Teatro não é um salão de festas.
    Pois, mas a EB 2/3 da Mealhada pretendia realizar no Cine -Teatro um concerto e uma peça teatral que, convenhamos, está de acordo com os fins a que se destina aquele espaço.
    Vai daí o Presidente argumenta que aquele espaço não é adequado para crianças tão jovens. Vai daí retorquiram-lhe que aquele espaço tem sessões de cinema para crianças ainda mais jovens, pelo que também aquele não era argumento.
    Não desarmando, o Presidente afirmou que as criancinhas - e não esqueçamos que estamos a falar de miúdos de 9 - 11 anos - não iam acompanhados e faziam grande confusão. Mais uma vez, este argumento foi desarmado porque na verdade, as ditas crianças vão acompanhadas pelos professores.

    Mas não esquecendo ainda outra questão. Como se sabe a Câmara faz parte dos órgãos daquela escola, onde têm assento 3 elementos indicados pelo EXecutivo. Estes mesmos membros aprovaram o Plano de Actividades da Escola, no qual figurava este evento que - não esqueçamos - em anos anteriores foi realizado no Cine-Teatro. Onde está a coerência da Câmara que aprova um evento naquele local, por intermédio dos seus representantes, e depois o chumba na reunião de Câmara?

    António Miguel Ferreira

    ResponderEliminar
  7. Parece-me que falta uma parte da escola...

    O municipio da Mealhada tem por tradição - e bem, a meu ver! - pedir às escolas contributos/participações nas festas do concelho. O lado mais visivel destes contributos são as árvores de Natal, palhaços e outra decorações que de tempos a tempos aparecem nas rotundas.
    A Câmara solicita a participação de TODAS as escolas... incompreensivelmente a escola da sede de concelho NUNCA participa! NUNCA!

    E como é tão bom saber dar e receber... os pedidos feitos pela escola da sede de concelho recebem a mesma resposta que os pedidos que a câmara lhe faz... senhoras professoras, juram que ainda não tinham percebido ?

    ResponderEliminar